tireoide

20 sintomas que podem indicar problemas na tireoide

A tireoide é uma glândula localizada no pescoço e que produz alguns hormônios importantes para o funcionamento do organismo, como o T3 e T4. Se ela estiver desregulada, todo o corpo sofre, de uma forma ou de outra. Há duas maneiras de ocorrerem problemas: com o hipotireoidismo (baixa produção dos hormônios) e hipertireoidismo (alta produção dos hormônios).

Sintomas de hiper e hipotireoidismo

O hipertireoidismo em nível leve pode não apresentar nenhum sintoma, apesar do trabalho em excesso da glândula. Quando ele está em um estágio um pouco mais avançado, ou quando os sintomas surgem, os principais são:

  1. Sensação de calor excessivo e aumento da transpiração
  2. Fraqueza a fadiga
  3. Mãos trêmulas
  4. Taquicardia (batimentos cardíacos acelerados), arritmia e palpitações
  5. Perda de peso
  6. Diarréia
  7. Irritabilidade frequente e ansiedade
  8. Irritação ou desconforto nos olhos
  9. Irregularidade nos ciclos menstruais
  10. Aumento visível da glândula ou glândula com nódulos

Esses sintomas surgem por conta da aceleração do metabolismo, o que faz com que o organismo trabalhe mais rápido do que deveria.

Já no caso do hipotireoidismo, a situação é contrária: o metabolismo fica mais lento. É mais comum do que o hipertireoidismo, com cerca de 2 milhões de casos anuais só no Brasil. Os principais sintomas são:

  1. Fadiga e fraqueza muscular
  2. Maior sensibilidade ao frio
  3. Constipação
  4. Pele seca
  5. Ganho de peso mesmo com alimentação balanceada
  6. Rouquidão e/ou dor de garganta
  7. Colesterol alto
  8. Dores e rigidez nos músculos
  9. Diminuição do ritmo cardíaco
  10. Problemas de memória

Riscos causados por problemas na tireóide

O hipertireoidismo pode causar complicações que vão desde doenças cardíacas até ossos fracos e osteoporose, problemas oculares, pele inchada e dores abdominais.

No caso do hipotireoidismo, além de também causar problemas cardíacos, o paciente pode apresentar dificuldades no desenvolvimento, especialmente se for detectado na infância. É possível que surja também retardo mental, quadros de nanismo, grande ganho de peso e infertilidade.

Tratamentos para problemas na tireóide

O hipertireoidismo é geralmente tratado com medicamentos que agem contra a produção excessiva de hormônios, chamados de antitireoidianos. Dependendo do caso, também pode ser indicado o tratamento com beta-bloqueadores, iodo radioativo ou cirurgia. Já o hipotireoidismo é tratado, basicamente, com o uso diário de uma versão sintética do hormônio que está em falta.

Em ambos os casos, para que o tratamento ocorra de maneira eficaz e saudável, é preciso que o médico determine a dose exata para cada caso. Isso talvez envolva uma série de “tentativas e erros”, ao longo de alguns meses, até que a quantidade certa seja encontrada.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como endocrinologista em Goiânia e Anápolis!

Dra. Lanna Gomes

Posted by Dra. Lanna Gomes