obesidade e diabetes

Diabetes e obesidade: entenda como essa relação pode ser perigosa

O hábito da má alimentação causa algumas doenças muito conhecidas como o diabetes e a obesidade, elevando anualmente o número de seus portadores no mundo. Frituras, doces e guloseimas saborosas estão sempre muito acessíveis no dia a dia, estimulando seu consumo cada vez em maior quantidade e mais rotineiramente.

Com o excesso de consumo, o organismo acaba acumulando mais energia do que gasta, que logo é transformada em gordura localizada e peso superior ao ideal. Essa mesma alimentação desregrada e repleta de açúcar causa o diabetes tipo 2, a mais comum e que é adquirida pelos maus hábitos.

Qual a relação entre obesidade e diabetes?

A obesidade é considerada pela Organização Mundial de Saúde como uma epidemia global, que envolve adultos e crianças. Junto a ela, estão associadas outras doenças como hipertensão, AVC, infarto, morte súbita, aumento do colesterol, depressão e diabetes.

Como o corpo humano funciona melhor quando recebe estímulos, a obesidade está ligada não só a uma má alimentação como também a vida sedentária. Mesmo pessoas que praticaram atividades físicas por anos, tendem a diminuir o ritmo com a rotina de trabalho, cedendo aos fast foods e acabam chegando a obesidade.

A gordura abdominal é especialmente perigosa, já que ela apresenta altos riscos de doenças como o diabetes. Como as células da região começam a se acumular, acabam produzindo hormônios ruins que prejudicam o funcionamento do pâncreas – o órgão responsável pela produção de insulina. E é a insulina a responsável por metabolizar os carboidratos e transformá-los em energia ao carregar o açúcar dos alimentos no sangue para o interior das células.

Se a ação da insulina no organismo é prejudicada, o pâncreas entende que há falta do hormônio e assim, produz ainda mais, causando uma sobrecarga idêntica a que acontece com o consumo excessivo de gorduras e açúcares.

O fator que mais causa a diabetes 2 é a hereditariedade, seguida da obesidade. A relação entre essas duas doenças é bastante estreita, inclusive quando não há uma distribuição de insulina suficiente no cérebro, desequilibrado a produção do hipotálamo e interferindo o controle da sensação de saciedade. Dessa forma, sem insulina no cérebro a vontade de comer não passa e o paciente pode se alimentar interruptamente, aumentando a obesidade.

Como controlar a obesidade e a diabetes?

O açúcar não é o único vilão da diabetes. O consumo em excesso de calorias proveniente de carboidratos complexos como batata, arroz e massas são tão perigosos quanto. No organismo eles se transformam em glicose, que aumentam a dificuldade de manter a insulina equilibrada.

Mas é possível equilibrar tanto o diabetes quanto a obesidade através de mudanças de hábitos. Com o aumento da atividade física e foco numa dieta mais restritiva e saudável, é possível atingir ótimos resultados.

Incluir alimentos naturais, ricos em fibras, proteínas magras e gorduras boas, encontradas em alimentos integrais, verduras, legumes e frutas, permitem diminuir o açúcar no sangue, como também o peso corporal.

A obesidade e o diabetes são tão interligadas, que a presença de uma pode acentuar a outra.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como endocrinologista em Goiânia e Anápolis!

Dra. Lanna Gomes

Posted by Dra. Lanna Gomes